Redenção / Pará -

sexta-feira, 29 de abril de 2016

CONTEÚDOS PARA O 2º BIMESTRE

BOA NOITE ALUNOS DA ESCOLA MARIA BENTA, SEGUEM ABAIXO OS CONTEÚDOS DO 2º BIMESTRE DE 2017.

1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
* Ligações Químicas (Iônica, Covalente e Metálica);
* Geometria Molecular;
* Forças Intermoleculares;
* Polaridade da Ligação

2ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
* Termoquímica
* Cinética Química
* Equilíbrio Químico

3ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
* Funções Oxigenadas
* Funções Nitrogenadas
* Funções Mistas.

Bons estudos a todos!

sábado, 3 de outubro de 2015

GABARITO EXERCÍCIOS 1ª SÉRIE ENSINO MÉDIO



GABARITO 1ª  SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
01)     C) HF     
2)
HBr  + H2O → H+ + Br -
H2SO4  + H2O → 2H+ + SO4 -2
H3PO4 + H2O → 3H+ + PO4 -3
HNO3 + H2O → H+ + NO3 -

03)
hidrácido
hidrácido
oxiácido
hidrácido
oxiácido 
 
04) c) H2SO4 + H2O            SO42- + 2H3O+
 
05) b) Al(OH)3
 
 
 
06)
c) Al3+ + 3OH-            Al(OH)3

07)
b) Base, ácido, acido, base
 

08) a) Magnésio                           
 
09) b) Três elementos
 
10) c) A é uma base e B é um ácido
 

11) Faça a associação.. 
 
c,x,e,a,b,a


12) b) o sapólio deve ser o meio básico.
 

13) d) básico – básico – ácido – ácido

14) Dê os nomes:
 
Hidróxido de cobalto
hidróxido de bismuto
hidróxido de ferro II
hidróxido de magnésio
hidróxido de potássio
hidróxido de lítio
hidróxido de césio
hidróxido de bário
hidróxido de cobre I
hidróxido de níquel II
hidróxido de sódio


15) 3,2,5,1,4

16) a)Nitroso, clórico, sulfúrico, sulfuroso e fosfórico.
 
17) b) HCN            
   
18) a) HClO4, H2SO4, HClO               
 
19)  a) HCrO4          
 
 
 
GABARITO 2ª  SÉRIE DO ENSINO MÉDIO
1) e) v = k [A]2 e 2.
 
2) a)  v = k [A]2 e[B]
 b) R= 2,66
 3) A velocidade dessa reação é dada por: v = k[C4H9Br].[OH-], Assim, a ordem do C4H9Br é 1, do OH- é 1 e da reação é 2 (que é a soma dos expoentes que aparecem na fórmula
4) R= 0,01 mol/s
 5) R= 5 mol/s
 6) R= 0,45 mol/s
 7) d) inibidores
 8) d) energia de ativação
9) a) Qual a energia do complexo ativado?
R= 48Kj
b) Qual a energia das moléculas reagentes e das moléculas produtos?
R= HR 21Kj
R= HP 14Kj
c) Qual a energia de ativação?
R= EA 27 Kj
d) Qual o tipo de reação? Por quê?
Exotérmica, pois libera energia
e) Qual a energia absorvida ou liberada pela reação? ∆H= 7 Kj
 
10)
a) v = k [NO2] x [SO2]
 b) v = k [N2]2 x [Cl2]
c) v = k [PCl5]  

 d) v = k [N2H4] x [I2]2
11)
c) A velocidade de um reagente no estado sólido é menor que no estado líquido.
d) A diferença energética entre os produtos e os reagentes é chamada de energia de reação.
e) A velocidade de uma reação depende da natureza do reagente.
f) Quanto maior for a pressão, maior será a velocidade da reação.
 12)
a) R= 30Kj
 b) R= -30Kj
 
c) R= exotérmica
 
13)  R= 2vezes maior
 14) R= 27 vezes maior



sábado, 19 de setembro de 2015

Aula prática nos Laboratórios de Informática e Multidisciplinar da Escola Maria Benta com alunos do 1º e 2º Anos
















sábado, 5 de setembro de 2015

Atenção, Galera da Escola Maria Benta!
A partir de quarta-feira a logo da Feira de Ciências estará disponível, quem quiser solicite ao Miguel,Israel, Vilma ou Lina.
Abraços!
Edson Machado
Vejam como ficou.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Olá pessoal!
Estou retomando a autoria do Blog kimikaviva, após 3 anos que saí para estudar o mestrado. A partir de agora vamos compartilhar novas aprendizagens de Química e discutir novas perspectivas de ver o pedagógico diferente. Conto com o apoio de todos meus alunos para transformar este blog num local interativo onde se ensina e se aprende de forma prazerosa.

SEJAM BEM-VINDOS 

AO MUNDO DA KIMIKAVIVA

sexta-feira, 1 de junho de 2012

ELEMENTO HÉLIO



O elemento hélio é um gás nobre, pertencente a família 8A ou 18A da tabela periódica, é inerte, ou seja, não sofre reação química, segue a regra do dueto (é estável com 2 elétrons em sua última camada de valência), possui 8 isótopos, porém desprezíveis praticamente, pois cerca de 99,999% do hélio é o isótopo estável 4He.
É incolor e inodoro possui número atômico 2 e configuração eletrônica 1s2, massa atômica 4.002 u, seu símbolo químico é He, seu ponto de fusão é de -272,2°C e ponto de ebulição -268,9°C, mesmo perto do zero absoluto o gás não se solidifica, apenas forma  moléculas diatômicas instáveis.
Seu nome é grego e significa sol, onde foi observado pela primeira vez em 1868 pelo cientista Pierre Jansen, durante o eclipse solar, por meio da detecção de uma luz amarela no espectro solar, Norman Lockyer e Edward Frankland, confirmando a observação do cientista nomearam o elemento com este nome. Sendo isolado pela primeira vez em nosso planeta no ano de 1895 por Willian Ramsay, através do tratamento do mineral de urânio chamado clevita, com ácidos minerais, por que até então acreditava-se que o hélio estava presente somente no sol.

Não é tóxico, é utilizado numa mistura de ar para pressurização de foguetes, em cilindros de ar para mergulhadores, no enchimento de balões, em soldas elétricas e em criogenia para evitar o contato direto do oxigênio do ar com o metal frio. Em virtude de proporcionar atmosfera inerte, é utilizado na obtenção de cristais de germânio e silício, usado como gás de alta temperatura na obtenção de zircônio e titânio, na indução de supercondutividade em metais devido a sua baixa temperatura e em equipamentos de cromatografia em fase gasosa.
É obtido de poços de petróleo, através da destilação do gás líquido, a baixa temperatura em função de este conter uma quantidade de cerca de 7% do gás. A maioria do hélio existente na terra resulta do decaimento radioativo do urânio e outros metais radioativos. Sua abundância na terra é cerca de 8 partes por bilhão e 23% em massa no sistema solar. É importante salientar que, não é exatamente este gás que queima no sol, até mesmo por que ele não é quimicamente reativo, mas ele é originado de reações nucleares sofridas pelo hidrogênio, presente no astro.

Bibliografia:
http://www.daviddarling.info/encyclopedia/I/inorganic_chemistry_entries.html
http://www.chemicool.com/elements/helium.html
http://images-of-elements.com/helium.php
Russel, J. B. Química geral. São Paulo: Makron Books, 2004.
Mahan, B. M. Química: um curso universitário. 4a ed. São Paulo: Edgard Blücher, 2003.

domingo, 6 de maio de 2012

OS ELEMENTOS QUÍMICOS NA TABELA PERIÓDICA

Por Edson Alves Machado
Olá pessoal, nesta nova etapa de nossa caminhada pela educação e pesquisa, quero iniciar com um estudo sobre todos os elementos químicos da Tabela Periódica, analisando artigos publicados de outros colegas, inicialmente vamos começa a conhecer os elementos pelo Hidrogênio.

O artigo abaixo é de Renato Antunes de Oliveira e foi publicado na Revista Infoescola em 16/02/2010, verifiquei e gostei das colocações do mesmo e resolvi publicar aqui no meu blog para que todos que acessam possam conhecer os elementos químicos.

Bom estudo!

HIDROGÊNIO


O alquimista Theophrastus Bombastus von Hohenheim, conhecido como “Paracelsus”, na manipulação de metais e ácidos produziu um ar explosivo ao qual ele inocentemente ignorava que fosse um elemento químico. Já em 1766, o químico Henry Cavendish identificou este gás como uma substância química individual, mas foi Antonie Lavoisier que nomeou de Hidrogênio o elemento em 1783, e descobriu a também assim posteriormente a formula da água. É o elemento mais abundante no universo, mas na crosta terrestre é relativamente difícil de encontrar esse gás (H2).

É obtido através de eletrólise, reações de metais com ácidos, reações de carvão ou hidrocarbonetos com vapor de água a alta temperatura.

O hidrogênio é elemento mais simples, constituído por um núcleo contendo um próton com um elétron orbitando em sua volta (elemento descrito na forma fundamental). O deutério, um isótopo de hidrogênio que contem no núcleo um próton e um nêutron, e em sua orbita tendo um elétron. Esse isótopo foi descoberto por Harold c. Urey, ganhando por essa descoberta o Prêmio Nobel em Química em 1934.

O deutério de hidrogênio é de grande utilidade na indústria nuclear, sendo sua diferença do isótopo mais abundante somente a presença de um nêutron no seu núcleo.
Existe também o trítio, outro isótopo de hidrogênio que contem em seu núcleo um próton e dois nêutrons. A interação do átomo de hidrogênio na vida humana é de grande importância, observando a formula da água, substância fundamental para a sobrevivência da humanidade, existem dois átomos de hidrogênio para um átomo de oxigênio.
O hidrogênio também vem sendo testado na produção de combustível (energia limpa). A energia termonuclear é obtida pela colisão e fusão de núcleos de hidrogênio, deutério e trítio, podendo obter o elemento Hélio com essas colisões, e assim liberando enormes quantidades de energia. Com fontes de abastecimento natural muito comum em nosso planeta, a água do mar talvez venha a ser utilizada nesse procedimento para construir fontes de energias quase inesgotáveis.
Este elemento não é encontrado livre na natureza em sua forma atômica, é localizado sempre na composição de outras substâncias. Sua grande instabilidade o torna muito reativo. O hidrogênio perdendo um elétron fica na forma de cátion H+, ganhando um fica na forma de ânion H¯, presente apenas em combinações com metais alcalinos e alcalino-terrosos. Os íons também são de grande importância no organismo, atuam no metabolismo celular acentuando a velocidade de reações bioquímicas.